HomeGestão9 passos essenciais na hora de montar uma academia

9 passos essenciais na hora de montar uma academia

São mais de 9,5 milhões de praticantes de atividade física no Brasil. Um dos mais que mais aderiram a “geração fitness” e buscam pelo corpo ideal e boa saúde através da atividade física. Logo, o Brasil ainda é um paraíso para quem desejar montar uma academia.

Segundo este artigo da Associação Brasileira de Academias (ACAD), em 2018 o Brasil já estava em segundo lugar mundial na quantidade de academia existentes no seu território. Isso evidencia o tamanho do mercado que possuímos. Dados atuais da econodata, apontam que existem mais de 79 mil negócios fitness com CNPJ ativo no Brasil.

As academias desempenham um papel muito importante na nossa sociedade, proporcionando um espaço para prática de atividade física e, consequentemente, para a melhoria da qualidade de vida da população. Por isso, esse negócio também apresenta sua importância social.

Muito além da estética, os exercícios promovem uma série de benefícios para a saúde, como a melhora da pressão alta, problemas cardíacos e outras questões relacionadas à obesidade.

Vamos conversar, aqui, sobre as 9 etapas principais que o empreendedor deverá passar para abrir a sua própria academia de ginástica. Vamos falar da importância do planejamento, do estado atual do mercado, entre outras questões relevantes para quem vai ingressar no ramo.

montar-academia

1 – Análise de mercado

A sociedade está cada vez mais consciente do papel do exercício físico para a melhora da qualidade de vida e para a prevenção de doenças relacionadas ao sedentarismo. Esse interesse pressupõe que o mercado está em expansão e com boas demandas de novas academias.

Um passo importante é definir quais tipos de atividades estarão disponíveis na sua academia. Entre elas podem estar natação, crossfit, lutas, entre várias outras. Confira quais outras academias estão localizadas nas redondezas e veja o que elas oferecem. Essa é uma oportunidade de oferecer uma atividade diferenciada e atrair mais público.

Vale ressaltar que o dono do negócio não precisa ter nenhuma formação em educação física para montar sua academia. Entretanto, todos os professores que forem ministrar aulas dentro do estabelecimento precisam ser devidamente formados em Educação Física, segundo a regulamentação apresentada na Lei nº 9.696, de 1 de setembro de 1998 e as resoluções do Conselho Federal de Educação Física. Sendo necessário pelo menos 01 instrutor responsável por período. Cuidado para não tomar multa, deixando apenas estagiários em determinado período, conhecemos várias academias que cometeram esse deslize e acabaram pagando caro.

Verifique, também, como as academias que podem ser concorrentes atuam. Isso é importante para encontrar um diferencial que a sua poderá trazer para o público. Veja, por exemplo, o horário de funcionamento delas. Se nenhuma funciona 24 horas, essa pode ser a sua chance de captar o público que prefere ou pode frequentar nesses horários alternativos. Uma ferramenta muito utilizada para elucidar seus pros e contras para com os concorrentes é o SWOT

2 – Escolha o local onde será a sua academia

Uma questão muito importante é determinar em qual local a sua empresa irá ficar sediada. Esse aspecto é de extrema relevância para o sucesso do empreendimento e precisa ser analisado com muito cuidado.

A primeira etapa para chegar em uma localização ideal é pensar em qual será o público alvo da sua academia. Será para classes mais altas ou mais baixas, por exemplo? Quais os hábitos de consumo desse público? Com essas perguntas respondidas é possível determinar perto de quais outros estabelecimentos o seu negócio deve estar, em quais tipos de bairros, entre outros fatores.

Outro item muito importante é o aluguel do imóvel. Esse é um gasto que precisa ser levado em conta ao procurar a localização do seu negócio. Mesmo que você encontre um ponto ótimo, que atenda às necessidades do seu público, se o valor do aluguel não for compatível com o seu planejamento, não vale a pena optar por ele.

Outros pontos importantes são a acessibilidade, ou seja, o quão fácil é para as pessoas acessarem a sua academia, e a visibilidade, se ela fica posicionada em um local bem exposto e com muito movimento.

3 – Aspectos legais

Para que sua academia comece a funcionar é preciso se atentar para atender a todos os aspectos legais relacionados à abertura desse negócio. Isso irá evitar futuros problemas e prejuízos como multas ou até mesmo embargo.

A primeira etapa é conferir com a prefeitura municipal se o local onde você pretende montar seu negócio está disponível para tal tipo de empreendimento. Feito isso, você poderá criar o registro de maneira individual ou em algum enquadramento existente para tal.

Existem vários registros a serem feitos para a conclusão da abertura do negócio. Podemos citar, entre eles, a Secretaria da Receita Federal para criação do CNPJ, a prefeitura do município para liberação do alvará de funcionamento e o registro no Corpo de Bombeiros local para verificação se a academia atende aos requisitos de segurança.

Também é obrigatório o registro no Conselho Federal de Educação Física (CONFEF), uma vez que seu negócio irá oferecer serviços relacionados a atividades físicas.

4 – Agora pense na estrutura da academia

Planeje a estrutura do seu negócio de acordo com os tipos de atividades que você irá oferecer, já estabelecidos no passo 1 da nossa conversa. O que o espaço precisa ter está diretamente relacionado com o que será feito dentro dele.

De maneira geral, é preciso ter uma recepção, uma sala administrativa, o espaço para aulas de danças ou lutas, o espaço para musculação, uma sala para avaliação física e banheiros e vestiários. Esses são os espaços básicos, mas cada negócio pode expandir de acordo com sua necessidade. Pode-se incluir, por exemplo, lanchonetes e lojas de acessórios.

Nesse passo também deve-se voltar a atenção para as instalações do imóvel. A iluminação deve ser boa, a instalação elétrica e a hidráulica devem estar em dia, bem como as condições de umidade, ventilação e limpeza de modo geral. Lembre-se de fazer um check-list com tudo isso.

Dica extra, utilize plataformas como o getninja para orçar com vários profissionais terceirizados e conseguir os melhores preços na hora de contratar as manutenções necessárias para sua academia.

5 – Contrate bons profissionais

Ter um corpo de profissionais qualificado e competente será essencial para o sucesso da sua academia. Eles estarão em contato direto com o público e, por isso, precisam ter a cara do seu negócio, além de bom atendimento e qualificação.

Quanto ao número de profissionais necessários, vai depender do porte e dos serviços oferecidos pelo seu empreendimento. É um erro bem comum o gestor contratar funcionários a mais ou a menos, apenas no “achismo”, faça um bencharmk com seus concorrentes ou academias que possuem um posicionamento parecido com o que você deseja ter, ou seja, verifique quantos alunos eles tem e quantos instrutores tem em média.

Exemplo: Aqui em Santa Catarina uma Academia de musculação padrão (que não oferece outras modalidades), e tem na faixa de 200 alunos ativos, normalmente vai ter 2 instrutores formados, um deles normalmente é o proprietário que também faz papel de gestor. Também vai ter 2 estagiarios e 2 recepcionistas. Quadro de funcionários totalizando 6 pessoas.

Obviamente se você for trabalhar com uma musculação customizada, com maior atenção na individualidade, fará um calculo totalmente diferente.

Se o proprietário preferir, ele mesmo poderá ser o responsável por cuidar de toda a parte administrativa e financeira do negócio. Mas o ideal seria um sócio-proprietário dedicado para cada pilar do negócio: gestão, operacional e marketing.

6 – Montar uma academia com bons equipamentos não é tudo.

Uma questão muito importante dentro de uma academia é a qualidade dos seus equipamentos, sem dúvidas. Bons equipamentos atraem o público e demonstram o interesse por parte da academia em oferecer o melhor para os seus clientes.

Mas lembre-se de também de alinhar o tamanho do seu orçamento em equipamentos com o tamanho de alunos que você pretende atingir em X anos. O ideal é que antes de montar uma academia, você faça um calculo que chamamos de payback, para descobrir quando terá o retorno desse investimento. Vamos a um exemplo:

João investiu 600 mil em uma linha de equipamentos de padrão relativamente alto, foram 11 equipamentos e 7 esteiras. A academia dele é em um bairro longe do centro da cidade, logo terá que cobrar valores menores, a concorrência por lá costuma cobrar algo em torno de R$ 80,00 reais, porém ele está vindo com equipamentos melhores e uma equipe um pouco mais qualificada, logo pretende iniciar cobrando R$ 100 reais.

Pelo tamanho da academia em m² e pelo tamanho populacional do bairro, estima-se que o pico de crescimento da academia será em 200 alunos ativos (uma média).

Se  você abrir uma planilha de excel, e fazer o exercicio de projeção do payback, vai ver que a conta não fecha.  Uma academia de 200 alunos, vai faturar anualmente R$ 240 mil, sendo que o lucro liquido nesse segmento é de 10 a 30%. Se formos otimistas e colocar que essa academia vai bater o teto de lucratividade, já sabemos que o seu payback é de incriveis 8 anos! Se você colocar esses mesmo 600 mil em aplicações financeiras, mesmo que sejam das piores, certamente terá maior rentabilidade, e não precisa trabalhar de 8 a 12 horas por dia.

Na prática, significa que você passa a ter lucro só depois de 8 anos. Porém, depois de 8 anos seus equipamentos já estão depreciados, e seu negócio provavelmente já está urgentemente precisando de uma grande reforma e novos equipamentos.

Pode parecer algo básico, mas muitos gestores fazem todo seu planejamento no “achismo”, sem abrir planilhas, fazer projeções e falar com especialista. Eu mesmo, conheço pelo menos umas 20 academias que fizeram exatamente isso que falei pra vocês, de investir um valor que virtualmente era impossível ter um retorno viável.

Neste cenário, o investimento máximo que poderia ter sido feito nessa academia era de R$ 200 mil no máximo, isso teria um payback a aceitável.

7 – Automatize seus processos

A automação dos processos tem o objetivo de tornar as operações mais dinâmicas e otimizadas, etapa que pode auxiliar o funcionamento mais eficaz da sua academia. É uma etapa que vale a pena implementar no seu negócio.

Existem muitas maneiras de implementar a automatização em uma academia. Pode ser no controle de acessos dos usuários por uma catraca, na criação de treinos e avaliações físicas por um software e etc..

No tópico anterior eu mencionei que as academias tem lucro liquido em média de 10% a 30%, lembra? Adivinha quais conseguem ter uma lucratividade maior? Exatamente, essas que automatização a maioria dos seus processos, o motivo é obvio: tempo é dinheiro! Nsse vídeo à baixo você consegue entender um pouco da otimização de tempo através da prescrição de treino simplicada: 

8 – Calcule seus custos de operação

Para que sua academia funcione sempre dando lucro e consiga se manter e crescer no mercado é preciso que você saiba quais são os custos de operação desse negócio. Ou seja, qual o valor que você precisará gastar todos os meses para manter o negócio operando. Isso engloba contas de luz, de manutenção, pagamento de funcionários e outros gastos. O Next Fit é um software que te permite lançar todas suas contas para pagar, verificar seus fluxos de recebimento e saber a saúde financeira da sua academia de forma fidedigna. Tudo isso de forma extremamente simples e prática.

9 – Antes de montar uma academia, pense em qual será o seu diferencial

Essa etapa da montagem da sua academia é muito importante, pois ela irá dar a cara que o seu negócio terá perante o público. Trace qual será o diferencial do seu empreendimento perante os milhares que existem no mercado. O que ele terá de especial?

Esse diferencial será visto pelos clientes como um benefício que somente a sua marca oferece, conferindo satisfação e valor aos seus serviços enquanto academia. Por isso é tão importante dedicar um tempo para buscar esse diferencial. Você pode buscar duas maneiras de se destacar: praticando valores abaixo dos cobrados por concorrentes ou investindo em ser diferenciado.

A opção por ter preços mais baixos requer um grande número de clientes para que o negócio consiga se manter produtivo. Mas, esse caminho precisa estar diretamente relacionado ao seu público-alvo. Se você deseja atingir classes mais altas, para as quais o preço não é o fator determinante, essa não é a melhor opção.

Já se você optar por possuir um diferencial, precisa ofertar algo que agregue valor ao seu serviço, sem que seja o custo mais baixo. Um exemplo de diferenciação é possuir uma grande estrutura de apoio dentro da academia, como lanchonete, loja de acessórios esportivos e parceria com profissionais de saúde.

A melhor maneira de entender quais as vantagens competitivas que agregam um diferencial para a sua academia é olhando para o que as concorrentes oferecem. Depois que o seu negócio estiver funcionando também é importante conversar sempre com os clientes para que eles digam o que consideram importante melhorar.

Após montar sua academia, você precisará de um sistema de gestão.

Nós temos a melhor solução para ajudar na gestão eficiente da sua academia. Nosso sistema é inteligente, voltado para as necessidades do seu negócio e com inúmeros recursos, como gestão financeira completa, prescrição de treinos, emissão de boletos, controle de agenda e emissão de relatórios completos. Acesse nosso site clicando aqui e faça uma demonstração gratuita!

Nos siga nas redes sociais (Instagram e Facebook) e fique sempre por dentro das novidades do setor através dos nossos posts informativos. Além, é claro, de saber em primeira mão sempre que nossas soluções tiverem alguma novidade.

Atenciosamente

Douglas – CEO no Next Fit

Douglas Waltricke
Douglas Waltricke
CEO no Next Fit. Há 10 anos no segmentos fitness, especializado em marketing e vendas.
Artigos relacionados
- Sistema para academia -spot_img

Em destaque